5 de maio de 2010

Romance no Castelo




















Faltando apenas algumas semanas para fazer os votos sagrados,
Nell do Bonvile se inteirou da trágica morte de sua irmã.

Essa morte a tirou do convento e a obrigou a ocupar o posto da Sybilla como prometida do Roger do Roche, herdeiro do ducado mais poderoso de toda Bretanha.
Nell encantadora e ingênua e sem nenhuma preparação para a vida fora do convento, ela enfrentou o seu futuro incerto com valentia.
Roger achava que o matrimônio era uma ferramenta para conseguir benefícios políticos e estava disposto a esperar até que sua inocente prometida fosse a ele voluntariamente.
Mas à medida que Roger presenciava como Nell se transformava na valente senhora da casa, aumentava o desejo que sentia por ela.
Mas a guerra não tinha clemência com ninguém, nem sequer com os apaixonados e explodiu provocando o confronto de pais com filhos, invasores com partidários do regime e pondo a prova todas as promessas

Capítulo Um

O funeral pela Sybilla do Bonvile foi celebrado na catedral do Lincoln, um dia nublado e com vento.
Nell do Bonvile caminhou com seus pais depois que o ataúde de sua única irmã, foi carregado nos ombros por seis cavalheiros, pelo corredor central do templo para os pés do altar.
O arcebispo esperou ali para espargir água benta no féretro. Depois subiu com majestade até o altar para rezar a missa.
Nell se ajoelhou junto a sua mãe para ouvir as palavras em latim, com os olhos fixos no ataúde onde repousava sua irmã Sybilla, de dezoito anos. Sentia uma tristeza imensa ao pensar em que uma febre levara a vida de sua irmã.
«Se tivessem chamado à irmã Helen possivelmente ela teria salvado Sybilla», pensou Nell.
Mas a irmã Helen, uma das monjas do convento onde Nell vivia desde que tinha oito anos, não tinha recebido aviso nenhum, e Sybilla tinha morrido.
Junto de Nell, sua mãe cobriu o rosto com um lenço e começou a soluçar. Nell queria consolá-la, mas não se atrevia a tocá-la.
Não estava segura de que sua mãe quisesse o consolo de sua única filha que lhe restara.
Nell sabia que nunca poderia ocupar o lugar de sua bela irmã nem de seu brilhante irmão. Possivelmente sua mãe se sentisse ferida se lhe recordasse que os dois tinham morrido e que somente ela sobrevivera.
Olhou o seu pai.
O conde do Lincoln tinha uma expressão pétrea. Não fez nem um só gesto para consolar a sua esposa.
Timidamente, Nell tocou o braço a sua mãe. A condessa nem deu sinal de notar os dedos do Nell; continuou soluçando brandamente. Depois de um minuto, Nell afastou a mão e continuou rezando.
«Querido Deus, por favor, recebe a Sybilla na alegria de sua presença e ajude a mamãe e a papai a encontrarem consolo para sua dor».
Quando terminou a missa, deixaram o ataúde da Sybilla na igreja, onde seria enterrada junto a seu irmão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. Olá. Parabéns pelo blog. Procurei o livro Romance no Castelo de Joan Wolf na biblioteca e não o encontrei para baixa-lo. Me oriente por favor. Grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angela, agora está carreguei, obrigada por avisar, bjs

      Excluir
  2. Muito Obrigada. Abraços.

    ResponderExcluir

Oiiiiii...Não vai sair sem deixar um comentário vai?

Aqui é seu canal compartilhando a leitura...Conte para nós o que achou do último livro que leu ou lendo, livros que está afins de ler, comente o que desejar sobre o blog, os livros, só não vale detonar revisões e sim agradeçam as revisoras que fazem com carinho a leitura chegar à vocês!
bjs, Jenna e Seriam

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...