19 de junho de 2017

Paixão no Exílio

Um Gosto pelo Perigo…

Procurado por um crime imperdoável, o outrora nobre espadachim, Sir Pierce de Mirkhaugh, agora vagueia pela Escócia como um mercenário, conhecido como Blade. 
Sua última missão ― desmascarar dois assassinos entre os peregrinos com destino a St. Andrews ― começa a dar errado, quando a corajosa Rosamund de Averlaigh se junta à comitiva, tentando Blade a deixar sua solidão e fazendo-o acreditar em redenção. 
O que ele não sabe é que Rose está fugindo para salvar sua vida. 
Com um noivo violento no seu rastro, sua única esperança é procurar refúgio em um convento, tornando-se freira… até que ela conhece Blade, o qual desperta suas paixões e desfaz seus melhores planos.

Capítulo Um

Averlaigh Manor, Próximo a Dunblane, Escócia, Primavera , 1391
Rosamund coçou as penas da garganta do seu falcão, arrulhando suavemente para o pássaro. As garras de Wink apertaram suas luvas de couro, e o falcão inclinou a cabeça, estudando o sorriso de sua senhora com o seu único olho bom.
― Que mocinha mais formosa. ― Rose ronronou balançando o braço para fazer Wink espalhar suas esplêndidas asas.
O falcão poderia estar mutilado, mas para Rose, Wink era o pássaro mais bonito do viveiro de sua mãe. O olhar de Rose vagou pelos outros ― gerifaltes1 de capuz e peregrinos e esmerilhões2, capturados na natureza, agora presos em seus poleiros ― e franziu a testa, na repentina lembrança de sua própria iminente captura. ― Não será tão ruim, Wink ― ela disse, tentando convencer a si mesma e ao pássaro. Rose jogou seu longo cabelo negro por sobre seu ombro e alisou as asas do falcão. ― Tenho certeza que Sir Gawter providenciará boas refeições para você.
E acrescentou em silêncio, enquanto seu cenho franzia em desgosto ― uma cama boa e quente para ela.
Conhecera Sir Gawter de Greymoor há uma quinzena. Ele tinha sido uma surpresa de boas-vindas de Lady Agatha, a mãe de Rose.
Rose tinha sido mandada para longe de Averlaigh com a idade de sete anos, para ser criada na longínqua Fernie House, pelos últimos onze anos. Por isso, ela mal se lembrava da mãe e, definitivamente, não se lembrava de ter um prometido. As novidades chegaram como um choque desagradável ― para ela e para Wink.
O falcão tinha tido uma reação instantânea guinchando e atacando a cabeça do homem, quando Sir Gawter tentou beijar Rose na bochecha.
Para bem da verdade, Rose tinha sido lenta em tentar parar seu pássaro, tão somente porque ficou muito surpresa com o beijo. Naturalmente, ela foi punida pelo insulto, proibida de levar seu pássaro para voar.
Isto não a impediu, é claro. Ela simplesmente removeu os sinos das peias de Wink e foi mais discreta nas suas escapadas diárias para o campo, a fim de exercitar seu animal de estimação.
Mas desde então, Rose contava as semanas para o seu iminente casamento com crescente pavor, como se ela esperasse a sua própria execução.
Não que Sir Gawter fosse abominável. Ele era jovem, alto e bastante atraente. Tinha vivos olhos azuis, uma covinha, e cabelos dourados caídos na testa. Falava bem, era galante e inteligente. Podia empunhar bem uma espada e lutar com igual agilidade. E concedia gentilezas e lisonjas com generosidade.
Mas Rose não sentia nada, quando estava perto dele, além de um vago e persistente sentimento de condenação.
Rose soprou suavemente o peito do pássaro, revolvendo as suas penas.
― Queria eu ser um falcão ― ela suspirou. ― Você não tem utilidade para um marido bobo, tem? Tudo o que você precisa é de céu aberto e de vento sob as suas asas.
Ela olhou novamente para fora, ao redor da gaiola; através dos espaços entre as barras de madeira e a densa cobertura de penas sobre o chão. O padrasto de Rose não tinha feito nada para conservar a propriedade e, agora que ele estava morrendo, a decrépita pilha de pedras pertenceria a Sir Gawter quando eles se casassem.
Rose não podia imaginar por que ele iria querer uma mansão que estava em ruínas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. Ana Maria Vianna6:29 AM

    A história é emocionante! Diferente das outras sobre Highlanders. A escritora é muito boa e conta a história com muita poesia, mas também com sensualidade intensa, que vai num crescente, à medida que os sentimentos e a paixão vão aflorando entre os dois.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo12:56 PM

    Maravilhoso! Emocionante!Uma mocinha determinada e um mocinho sem esperança, obscurecido pela vida, mas com o coração tão puro e honrado encontrando o que não esperavam refúgio, amor, redenção! Essa história vou guardar no coração!

    ResponderExcluir
  3. O que dizer deste livro? Maravilhoso.....agradeço toda a equipe do LR por nos trazer histórias tão lindas e nos deixando sempre apaixonada pela história e por esses Highlanders.

    ResponderExcluir

Oiiiiii...Não vai sair sem deixar um comentário vai?

Aqui é seu canal compartilhando a leitura...Conte para nós o que achou do último livro que leu ou lendo, livros que está afins de ler, comente o que desejar sobre o blog, os livros, só não vale detonar revisões e sim agradeçam as revisoras.
AVISO IMPORTANTE: Nunca sabemos qdo um ebook vai ser lançado, somente no dia do lançamento no grupo, então nunca temos previsão! bjs
Jenna

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...