Mostrando postagens com marcador Lori A. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lori A. Mostrar todas as postagens

24 de julho de 2017

A Bela e o Caçador de Recompensas

Série Era uma vez no Oeste
Amor e vingança vêm ambos com um preço.

Cathleen Chase não é assassina ― mas como Cat O'Banyon, ela é uma rude caçadora de recompensas que sempre pega seu homem. Capturando foras da lei um após o outro, ela continua sua procura pelo único homem que quer realmente localizar. Aquele ao qual a voz ela nunca esquecerá; o homem que matou seu marido. 
Nada vai pará-la na procura por ele. O trapaceiro Alexi Romanov ensinou Cat todos os truques que ela sabe. Ele é o mestre da enganação, disfarce e desejo. Difícil de confiar, e ainda mais difícil de resistir, mas tem notícias que ela não pode ignorar. 
homem que ela procura colocou uma recompensa por sua cabeça. Para pegá-lo antes que ele a pegue, terá que trabalhar junto com Alexi novamente... E como antes, os dois juntos não são nada além de problema.

Capítulo Um

Abilene, Kansas, 1870
Um novo cliente passeou pela porta da frente do Letty‟s Sporting House. Baixo, moreno e musculoso, ele carregava uma severa cicatriz em volta do seu pescoço. Mesmo assim, quase todas as mulheres no lugar endireitaram-se, embelezando-se por sua atenção. Cathleen Chase não desperdiçou tempo. Deu um passo à frente. Este era seu homem. Uma mão segurou em seu braço.
― Sissy!
Cat lutou para não encolher com o nome tolo que ela adotou. O que foi que ela estava pensando?
― Nós não os escolhemos. ― A vadia estreitou seu aperto, suas unhas compridas pressionando bruscamente na pele de Cat. ― Eles nos escolhem.
Cat levantou seu olhar da mão em seu pulso para o rosto que uma vez já foi bonito. Como sempre acontecia quando Cat deixava as pessoas verem o que tinha por baixo, a garota deu um passo para trás, enrolando seus braços nus em baixo de seus seios envoltos em cetim como se sentisse frio. Desde que ela estava revelando mais pele do que cobria ― inferno, Cat também estava ― isto poderia ser verdade. Encolhendo, a jovem olhou longe.
― Um deles é o mesmo que o próximo a mim.
― Não para mim. ― Cat murmurou. Sua saia enrugou bem abaixo de seus joelhos quando ela caminhou em direção a sua presa. Cat escolheu um vestido vermelho para combinar com seu longo cabelo escuro e olhos verdes. Sua pele era pálida como a de qualquer mulher irlandesa, sendo poupada do cabelo vermelho e as sardas que tantos de seus parentes tinham. Cat parecia-se com sua mãe ― Deus descanse sua alma e a alma de todos que ela um dia amou.
O decote estava perigosamente baixo. Cat tinha alterado o corpete para que seus seios praticamente pulassem para fora com cada respiração. Enquanto andava em volta do quarto, ela secretamente puxava a roupa para baixo para que, quando ela se aproximasse do homem, seu olhar fosse direto para seu peito e ficasse lá.
― Quanto? ― Ele resmungou.
― Cinco dólares. ― Era caro mesmo para uma mulher branca, mas não exorbitante. Mesmo assim, ele hesitou e Cat levantou um dedo, traçando-o de um lado para o outro por sua pele.
Os olhos dele seguiram o movimento como um pêndulo em um relógio; então ele agarrou sua mão e arrastou-a para cima pela escada de carvalho crepitante sem sequer olhar uma vez para o rosto de Cat.
Algumas vezes ela era tão boa nisso que se assustava ― Qual quarto? ― A voz áspera, sua respiração saia em curtos ofegos.
Cat esticou-se além dele, tendo certeza de esfregar seus seios contra seu braço enquanto abria a porta para seu quarto. Coberto em sombras, ela o deixou dessa forma. Por que se importar em acender uma lanterna? Quanto menos ele via ― menos ela via ― melhor.
Ela não tinha dado dois passos para dentro quando o homem fechou a porta com um chute e a puxou para encará-lo. Percorrendo por uma linha reta por entre seus seios, seus dedos pressionando a suave pele enquanto ele abaixava sua cabeça e erguia a dela para sua boca. Cat observou o papel de parede floral que descascava e o deixou ter um pouco de diversão. O tempo dela logo chegaria.
Quando ele começou a subir a saia com uma mão, alcançando seu cinto com a outra, Cat murmurou.
― Calma aí, soldado.
  








Série Era uma vez no Oeste
1- A Bela e o Caçador de Recompensas
Veja vídeo do lançamento





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...