Mostrando postagens com marcador O Preço Da Tentação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador O Preço Da Tentação. Mostrar todas as postagens

16 de junho de 2012

O Preço Da Tentação

Um convite ao Pecado!
Layla DuChampe fica surpresa ao descobrir depois da morte de seu marido, Jean Cuvier, que ela não era sua única esposa. 
Além dela, havia mais outras duas.  Com incontáveis motivos para desejar a morte de Jean, e sem álibi para provar sua inocência, ela acaba sendo acusada pelo assassinato dele. 
Tendo de enfrentar a forca, Layla é obrigada a recorrer à ajuda de Drew Soulier, o melhor advogad Ela sabe que Drew tem dúvidas quanto à sua inocência, dúvidas que aumentam a cada dia. 
E à medida que cresce a tensão durante o julgamento... cresce também uma paixão que nenhum dos dois pode mais negar. 
Agora, Layla tem seu coração e sua vida nas mãos do homem em que temia confiar.


Capítulo Um 


Nova Orleans, 1895
O brilho do sol penetrava pelas janelas do Hotel St. Louis, imprimindo sombras bizarras sobre o cadáver de Jean Cuvier. 
No pátio do elegante estabelecimento, podia-se ouvir o canto de um pardal. 
Uma canção triste e melodiosa. Layla Cuvier olhou para o corpo do marido no chão, e soube que daquele dia em diante sua vida nunca mais seria a mesma.
Tinha agora a confirmação do que Colette, sua criada e amiga, tinha lhe dito um pouco antes.
O corpo de Jean jazia esparramado no piso, e seu rosto mostrava uma pálida coloração rosa-amarelada. 
Como que para confirmar o que era óbvio, Layla se curvou e tocou a mão do marido. 
A sensação da pele fria sob seus dedos provocou-lhe um calafrio, e ela recuou, assustada.
— Sra. Cuvier, um médico está a caminho, e o gerente do hotel chamou a polícia — disse Colette, muito nervosa. Layla suspirou. 
Aquele era o homem com quem ela compartilhara sua casa no último ano. 
Como esposa, deveria estar triste com a morte de Jean, mas tudo que conseguia sentir era alívio e uma sensação de paz. 
Ultimamente, mal podia tolerar a presença dele. Ergueu-se e meneou a cabeça para Colette.
— Por favor, ajude-me a trocar de roupa antes da chegada do médico.
— É claro. — O sr. Cuvier chegou a comentar se vinha se sentindo mal, Colette?
— Não. Mas eu me recolhi antes da senhora. Será que ele chamou alguém? — Depois que fechei minha porta não ouvi mais nada. — Layla havia tomado um sonífero, dando um fim à insônia.
—Jean dormia tantas vezes sentado na poltrona... Layla adorava as ocasiões em que o marido a deixava sozinha. — Aconteceu tão de repente! Do que a senhora acha que ele morreu?
— Não sei, Colette. Jean não estava doente. — Tornou a olhar para o marido.
A última conversa que tivera com o marido não fora nada amistosa. Apesar de seu casamento ter sido uma farsa, Layla não esperava que ele morresse.
— Venha, precisamos nos apressar.
— A senhora está bem? — Colette perguntou, enquanto entravam no quarto de Layla. — Parece-me calma demais.
—Estou um pouco trêmula, mas me sinto estranhamente calma, de fato.
Calma e aliviada. Layla esperava que os terríveis segredos de Jean morressem com ele e que ela pudesse escapar daquela farsa e retornar para seu lar.
Apressada, ela escolheu um vestido preto apropriado para uma viúva. 
Mal tinha prendido os cabelos negros para trás, quando Colette foi atender à polícia, que acabara de chegar. Layla saiu de seu quarto e se dirigiu ao de Jean, onde os oficiais uniformizados examinavam seu corpo ainda caído no chão.
As vozes dos policiais pareciam distantes, como se fosse uma cena surrealista de um pesadelo.
Um homem trajando um temo marrom separou-se dos demais e caminhou até Layla.
— Sra. Cuvier? — ele indagou, com uma expressão intimidadora.
— Sim? — Sentiu como se ele pudesse ver dentro de sua alma, mas, como nada tinha a esconder, encarou o policial. — Detetive Dunegan, da polícia de Nova Orleans. — Por favor, sente-se. — Ela lhe indicou uma cadeira, acomodando-se em outra na frente do detetive.
—Como seu marido veio a falecer? — Dunegan tirou um bloco de anotações do bolso do paletó.
— Não sei. Minha criada me acordou esta manhã, dizendo que encontrara o sr. Cuvier caído no chão do quarto dele. Corri até aqui e o encontrei já morto.
DOWNLOAD



Cuvier Widows
1. Sunlight On Josephine Street
2. The Price of Moonlight
3. O Preço Da Tentação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...