Mostrando postagens com marcador Série Espada Negra. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Série Espada Negra. Mostrar todas as postagens

3 de agosto de 2013

O Highlander Escuro

Série Espada Negra 
Ele é sua salvação

Durante anos, Broc a protegeu e escondeu seu amor por ela.
Mas quando sua bela Sonya encontra-se em uma situação desesperadora, o Highlander voa para salvá-la. Infelizmente, antes que a druida possa agradecer-lhe, Broc é capturado por seu inimigo e destinado à dor eterna...
Ela é seu destino Sonya promete ajudar o nobre guerreiro, mas ele está preso em uma montanha nas cadeias da magia mais negra.
Com o próprio desvanecimento da magia de Sonya, ela deve convocar o maior poder de todos para salvar o homem que ama.
Mas mesmo que estes dois corações estejam unidos, eles serão fortes o suficiente para derrotar o coração das trevas?
Ou será que o seu eterno amor irá condená-los por toda a eternidade?

Comentário revisora Ana Claúdia: O livro fecha com chave de ouro a serie Dark Swords. Os personagens principais Broc, o guerreiro alado e Sonya, uma druidesa do castelo MacLeod que possui os poderes de curar e de falar com as árvores, passam por poucas e boas para encontrar um objeto capaz de derrotar a super bruxa má Deidre. Durante essa busca alguns segredos são revelados e a paixão entre os dois é assumida. O livro tem bastante ação, algumas cenas hot e um final surpreendente para a série.

Capítulo Um

Foi o rosnado, o barulho baixo e ameaçador que a alertou sobre o perigo.
Sonya ofegou e levantou a cabeça do chão úmido da floresta. Seu espírito estava quebrado, seu corpo morrendo rapidamente.
Ela se enfureceu com a febre, uma febre que não podia curar. Assim como não podia curar o corte na palma da mão. Há algum tempo um simples pensamento teria impulsionado sua magia para cuidar de tais lesões.
Mas a magia tinha falhado.
Não, você falhou.
Sonya fechou os olhos para calar a voz alta e persistente em sua cabeça. Ela não era nada sem a sua magia. Como poderia ajudar os outros no Castelo MacLeod? Como ela poderia encará-los dia após dia, sabendo que sua magia se foi?
Desvaneceu. Desapareceu. Sumiu.
Tudo o que ela era, tudo o que tinha sido não estava mais lá. Sua vida tinha sido definida como a de uma druidesa. Sem magia ela já não podia chamar a si mesma de druidesa.
O que a atormentava era muito pior do que a palma da mão cortada.
Outro rosnado, este mais perto, mais iminente. Ela tentou ficar de pé, mas estava fraca pela falta de comida.
Sonya estivera driblando o lobo durante dias. Ou seriam semanas? Ela havia perdido a noção do tempo depois de sua fuga do Castelo MacLeod. 
Ela já não sabia onde estava, e mesmo se quisesse voltar para o castelo, não conseguiria chegar lá.
Se você quer viver, levante-se. Corra!
Sonya não estava pronta para morrer. Ela não desistiria facilmente.
Mentirosa. Você nunca luta pelas coisas que quer. Como Broc.
Uma lágrima deslizou pela bochecha de Sonya ao pensar em Broc. Cada vez que ela fechava os olhos, podia ver o Guerreiro ajoelhado no meio da sangrenta batalha no castelo, segurando Anice em seus braços enquanto gritava para Sonya curar a irmã dela.
Uma irmã que tinha conhecido Broc, o único homem que Sonya queria para si. 
Mas ela não teve coragem revelar seus sentimentos.

17 de fevereiro de 2013

O Amuleto Secreto

Série Espada Negra
 




Ele podia sentir sua magia... 

Enviado a uma perigosa missão no sombrio mundo dos Druidas, Galen deve encontrar uma ancestral relíquia para vencer os inimigos do Castelo MacLeod. 
Mas o que descobre é algo muito mais poderoso e infinitamente mais perigoso. 
Uma jovem Druidesa cuja beleza é tão cativante como a magia... 
Poderá libertar a alma daquela mulher? 
Reaghan é a mulher mais encantadora que Galen já conheceu e a mais enigmática. 
Ela é imune ao poder dele de ler a mente. 
Ele a faz se sentir segura. 
Mas Reaghan guarda dentro de si um segredo poderoso que pode destruir a ambos. 
E se Galen espera estreitar todas as noites em seus braços esta cativante mulher, deverá vencer a escuridão que se abate sobre ela todos os dias... 

Comentário revisora Ana Claudia: Como sou apaixonada por essa série não tenho muito a dizer, só que é mais um livro delicioso que prende a atenção do começo ao fim. Leiam que vale muito a pena! 

Capítulo Um 

Lago Awe, sudoeste da Escócia. Verão de 1603 
Se havia algo que Galen Shaw reconhecia, era a magia. E só havia uma razão para que existisse essa magia: os druidas. 
 Sorriu, olhou para seu companheiro, Logan Hamilton, e se deu conta de que estavam perto dos druidas. Muito perto. Logan e ele pareciam simples viajantes, mas na realidade eram guerreiros, seres imortais com deuses primitivos encerrados em seu interior. 
Tudo começou séculos atrás, quando Roma invadiu a Grã-Bretanha. 
Os celtas, incapazes de derrotar os romanos, tinham pedido ajuda aos druidas. 
Como resposta, estes invocaram antigos deuses enterrados nas profundezas do inferno, deuses tão sanguinários e violentos que o próprio demônio os tinha confinado. 
 Uma vez libertados, escolheram os guerreiros mais fortes de cada clã e se mesclaram com eles, tornando-se um só ser. 
Uma vez unidos aos deuses, os guerreiros, agora imortais, tinham poderes que os faziam incontroláveis. Implacáveis. Sanguinários. 
 Os romanos foram derrotados. Entretanto, depois que estes partiram, os druidas foram incapazes de separar os deuses dos homens, por mais magia que empregassem. 
Puderam apenas adormecê-los para evitar que dominassem os guerreiros. 
 Mas o infinito poder dos deuses permitiu-lhes passar de geração em geração, escolhendo sempre os guerreiros mais fortes e valentes. 
Dessa maneira esperavam o momento em que pudessem voltar a percorrer a terra como conquistadores. Assim foi até que uma druidesa malvada, uma drough chamada Deirdre, começou a libertar os deuses, transformando homens em guerreiros. 
Galen e Logan, assim como alguns outros guerreiros, lutavam contra Deirdre e seu desejo de dominar o mundo. Os guerreiros do castelo MacLeod tinham tido sorte. 
Tinham matado a drough ou, ao menos, tinham acreditado nisso, mas sua magia negra era mais forte do que pensavam. 
Continuava viva, e por isso Galen e Logan estavam procurando um grupo de druidas que poderia ter a chave para revelar uma antiga relíquia que poderiam usar contra Deirdre. 
—A magia está se tornando mais forte — disse Logan. Ultrapassou Galen e subiu ao topo de uma colina. Galen esfregou o rosto com uma mão e suspirou. 
Estavam viajando há dias e, graças a sua velocidade sobrenatural, tinham avançado o dobro do que teria feito um mortal. 
Mas isso não impedia que sentisse um desassossego que lhe aguilhoava a alma. 
 Não pôde evitar pensar que estava a ponto de ocorrer algo importante e crucial. Não sabia se a ele, a Logan ou a seus esforços para deter Deirdre. E isso era o que mais o incomodava. 
DOWNLOAD


Série Espada Negra
1– O Beijo do Demônio
2– O Pergaminho Oculto
3– Highlander Perverso
4– Highlander Selvagem
5– O Amuleto Secreto
6– O Highlander Escuro
Série Concluída

14 de novembro de 2012

O Pergaminho Oculto

Série Espada Negra


Fallon MacLeod possui os dons que qualquer guerreiro desejaria: força, ferocidade e imortalidade. 

Desgraçadamente, isso põe em perigo todos a quem ama. Somente quando capturam seu irmão Quinn, Fallon abandona sua reclusão para pedir ajuda ao rei. 

E embora qualquer mulher da corte esteja disposta a atirar-se a seus pés, é o olhar da preciosa e misteriosa Larena Monroe que provoca um desejo incontrolável nele. 
Larena, como Fallon, busca um meio de derrotar à maligna Deirdre, que quer semear o caos na Terra. 
Apesar do medo, ela se rende a uma paixão que atinge a ambos com grande intensidade. 
Mas Larena guarda um segredo que poderia fazer com que seu apaixonado amor pelo guerreiro o colocasse contra ela para sempre... 

Nota Revisora Rosangela Breda: Eu gostei muito do livro, gosto muito dessa autora e esta historia fala de guerreiros e Deusas. 
O mocinho é um guerreiro que quando descobriu seus deus, não se conformou e começou a baber para poder se controlar. 
Só melhorou quando seu irmão foi capturado e ele conheceu a mocinha que é muito valente e uma guerreira também. 
Eles se apaixonam a primeira vista e tem algumas parte bem hot o único, porem foi o final que ficou com gosto de quero mais... e como é uma série, que venham os outros! 

Capítulo Um 

Verão de 1603 Castelo de Edimburgo 

Fallon estava de pé no corredor à entrada do grande salão, com os punhos fechados de ambos os lados de seu corpo enquanto lutava para manter a respiração tranquila. 
Os sons que vinham do interior do salão eram ensurdecedores. 
Somente estava no castelo de Edimburgo há umas poucas horas, mas a necessidade de sair correndo para refugiar-se em seu castelo na costa oeste da Escócia o consumia. 
Tranquilo, tranquilo. A imagem de seus irmãos atravessou-lhe a mente e então recordou por que tinha deixado o seguro refúgio de seu lar por aquele ninho de serpentes. 
Estou aqui por Lucan e sua mulher, Cara. 
Estou aqui por Quinn. 
Estou aqui por nosso futuro. 
Fallon umedeceu os lábios e se obrigou a abrir as portas e entrar no grande salão. 
Mal cruzou a soleira, dirigiu-se para um canto, nas sombras, para observar. 
Seu olhar percorreu todo o salão, o teto com suas trabalhadas vigas e os candelabros espalhados por todo o lugar, cuja luz se somava a do sol que entrava pelas janelas de ambos os lados. 
O castelo de Edimburgo era enorme e seu grande salão não era diferente. 
Ao contrário do salão de Fallon, o castelo de Edimburgo desprendia uma opulência que somente podia vir do próprio rei. 
Tudo estava resplandecente. Fallon sentiu o peito apertar, ao ver a grande quantidade de pessoas que havia lá dentro. 
Estava acostumado a ter seu próprio espaço e inclusive, às vezes, todo o castelo só para ele. 
Não gostava de multidão, nem como aquela gente circulava ao seu redor, roçando nele como se aquilo fosse natural. 
Surpreendia-lhe que não tivessem nem ideia do que era, do que havia em seu interior, do que podia libertar a qualquer momento e fazê-los em migalhas. Para eles, ele era simplesmente um homem. 
Mas ele sabia da morte e da destruição que era capaz de fazer o deus primitivo que habitava em seu interior. O coração palpitava com violência no peito. 
Se não se concentrasse, acabaria fugindo do salão e fazendo com que sua estadia no castelo se prolongasse mais ainda. 
Com esse horrível pensamento, obrigou-se a respirar profundamente e se apoiou sobre a parede de pedra enquanto observava o salão com o olhar.
O castelo de Edimburgo era uma fortaleza, uma magnífica obra de arte. 
Sobre sua rochosa localização, dominava a cidade. Muito tempo atrás, uma tribo celta tinha construído uma fortaleza no alto da colina sabendo a vantagem da localização sobre aquela rocha. 
Os futuros reis da Escócia também souberam apreciar essa vantagem. 
—Parece que não está bem, senhor. Fallon esticou-se e observou o esquálido e pálido homem que estava ao seu lado. 
Era alto, e tinha um rosto comprido, um nariz aquilino e lábios tão finos que mal podia dizer que existissem. Quando Fallon respondeu, o homem apoiou na outra perna o peso de seu corpo. 
 —Sou o barão Iver MacNeil. —Barão —repetiu Fallon com uma pequena inclinação de cabeça. Não tinha tempo para aqueles idiotas pomposos, especialmente para aquele insignificante ser que estava ao seu lado. Fallon desenhou um sorriso em seus lábios diante da ideia de poder partir o barão pela metade com seu dedo mindinho. 
Não era estranho que Fallon não tivesse encontrado nenhum feroz guerreiro das Highlands no castelo; eles preferiam ficar em suas terras e governar seu clã. 
Eram os homens incultos e toscos, que estavam mais interessados em satisfazer suas próprias ambições, que preferiam estar tão perto do rei quanto possível. 
Aquilo incomodou tanto Fallon que sentiu uma enorme vontade de acabar com todos. 
A raiva nublou-lhe a visão. Sentiu um fortíssimo arrepio na pele, sinal de que estava a ponto de perder o controle e libertar a besta. —Veio ver o rei? 
DOWNLOAD










Série Espada Negra
1– O Beijo do Demônio
2– O Pergaminho Oculto
3– Highlander Perverso
4– Highlander Selvagem
5– O Amuleto Secreto
6– O Highlander Escuro
Série Concluída

26 de maio de 2012

Highlander Perverso

Série Espada Negra

Alguns argumentariam que nascer MacLeod era um destino pior que a morte. 

Mas Quinn MacLeod o via como uma honra. Isso até que foi incapaz de salvar sua esposa e filho da destruição que varreu todo o mundo que conhecia e amava.

Quando se tornou quase impossível para Quinn suprimir o deus dentro de si, ele decide que precisa de algum tempo longe de seus irmãos, apenas para ser capturado pela pervesa inimiga Deirdre . 
Marcail Douglas esteve abrigada num vale isolado nas profundezas das montanhas toda a sua vida. 
A pequena comunidade onde ela cresceu. 
A magia era um modo de vida. 
Sabia que o povo de sua aldei a protegia, mas nunca soube por que exatamente. 
Sua avó só dizia que ela era especial, que carregava algo dentro dela que poderia salvar o mundo. 
Mas a aldeia é atacada e Marcail é jogada no Poço para que Guerreiros a matem. 
Uma vez que Quinn inala o cheiro dela, sabe que precisa salvá-la. 
Estava à espera de seus irmãos para libertá-lo como sabia que aconteceria, mas com Marcail, tudo mudou. 

Capítulo Um 

Cairn Toul Mountain, Highlands da Escócia Julho 1603

Deirdre estava na sacada com vista para a caverna que compunha seu grande salão. 
Lá não havia janelas altas para deixar entrar a luz solar pois estavam no fundo da montanha. 
Em vez disso, haviam vários candelabros grandes e ovais pendurados no teto arqueado acima deles derramando sua luz. 
No espaço aberto o brilho das velas não podia alcançar todos os lugares. 
E era assim que ela gostava. Wyrran com sua pálida pele amarela se misturavam com seus guerreiros de todas as cores imagináveis. 
Pareciam um arco-íris abaixo, mas ela só via o puro poder destrutivo que esses Guerreiros tinham o potencial de criar. 
Eram homens com deuses primitivos dentro deles, cada um com um poder diferente que os distinguiam dos outros. 
E eram dela para governar. Os Guerreiros olhavam para ela, sua enlevada atenção, enquanto esperavam para ouvir por que os convocou. 
—Ouçam-me. Sintam-me. Toquem-meeee ... — Impotente para ignorar a chamada da montanha, Deirdre fechou os olhos e se perdeu no canto das pedras. Esqueceu os guerreiros e por que os chamou para ela e colocou a mão sobre o túmulo de rocha ao lado dela. Sucumbiu ao doce esquecimento que as rochas lhe davam, sempre deram. 
E sempre dariam. Era assim desde seu décimo inverno. Ela acordou para ouvir o chamado da montanha acenando para ela. 
Saiu da sua casa e olhou para a montanha distante, sabendo que um dia faria a viagem para o alto pico. Aquele dia foi há eras atrás, mas ainda podia sentir o cheiro do pão cozido da mãe, ainda sentir o chicote que seu pai usava em seu traseiro por não fazer suas magias corretamente. 
E ainda podia ainda ver os olhos da irmã olhando para ela. Sempre observando. 
Mesmo numa idade tão jovem, Deirdre tinha mais poder que qualquer drough em sua pequena comunidade. 
Ela o escondeu bem, pois qualquer drough cujo poder era tão grande era morto instantaneamente. 
Porque os droughs se alinhavam com o mal e criavam magia negra, e seu poder podia ser imenso — e mortal. Deirdre tinha planos. 
Então esperou, e aprendeu. 
Os druidas só se dividiram em duas facções por um curto período de tempo antes que chamassem os deuses de sua prisão no inferno, mas nesse tempo, os droughs não se misturavam com os confiantes mie. 
O mie com seu discurso de bondade e de magia pura deixava Deirdre doente. 
Algumas comunidades de drough se uniram. 
A de Deirdre foi uma das últimas. Seu pequeno grupo era majoritariamente família e agregados, mas a luta pelo poder passou a ser diária. 
Em seu décimo oitavo ano Deirdre ofereceu seu sangue no ritual para se tornar uma drough. 
Quando seu sangue escorreu dos cortes em seus pulsos, uma dor lancinante a cortou. 
Naquele instante, viu seu futuro enquanto a magia negra e o mal invadia sua alma e a reclamava para si mesma. No dia seguinte, começou a caçar os pergaminhos que sabia que sua tia mantinha ocultos. 
Ouviu o sussurrar dos anciãos sobre eles algumas noites, como se a simples menção dos pergaminhos fizesse os mie descerem sobre eles. 
Uma vez que encontrou os pergaminhos tomados dos mie soube por que os anciãos sussurravam, com seus olhares furtivos em busca de ouvintes. 
Dentro dos pergaminhos estavam laminados feitiços que deveriam ser destruídos. 
Deirdre sorriu enquanto ela enfiou um em particular em sua manga e se virou para ir embora. 
—Como se atreve! 
  DOWNLOAD










Série Espada Negra
1– O Beijo do Demônio
2– O Pergaminho Oculto
3– Highlander Perverso
4– Highlander Selvagem
5– O Amuleto Secreto
6– O Highlander Escuro
Série Concluída















28 de agosto de 2011

Highlander Selvagem

Histórico Sobrenatural

Nascida Druida e abençoada com a magia, Isla é uma das mais mortíferas diabas sempre para servir as forças das trevas. 

Como um guerreiro imortal Highland, cabe a Hayden Campbell destruí-la e a sua espécie. 
Mas, para Hayden, Isla é mais que um inimigo jurado. 
Ela é a tentação. 
Levando Isla cativa, Hayden espera para vingar seus parentes que morreram por magia Druida. 
Mas quando ele olha nos olhos de Isla, ele vê os segredos de seu passado. 
Quando ele toca sua pele, ele sente a paixão em sua alma. 
E logo Hayden chega a perceber que essa mulher bonita, sedutora não é seu inimigo em tudo - ela é o seu destino. 
E, mesmo quando as forças das trevas conspiram contra eles, o amor vai conquistar tudo. 

Capítulo Um 

Cairn Toul Mountain Summer 1603 

Hayden Campbell amaldiçoou violentamente quando virou mais um corpo congelado no rochoso declive. 
—Este está morto —Fallon MacLeod gritou de sua posição mais distante na montanha. 
—Estão todos mortos. — Hayden soltou um suspiro que soprou em torno dele, ignorando as temperaturas frias e nevascas constantes. 
Embora sentisse, o frio não o incomodava, porque não era muito humano. 
Era um guerreiro, um imortal com um deus antigo dentro dele que lhe dava poderes e imensurável força entre outras coisas. 
Hayden esfregou o gelo de seus cílios enquanto seu olhar vagueava pela ladeira coberta de neve e os numerosos Druidas mortos. 
—Deveríamos ter voltado mais cedo. Fallon, outro guerreiro, caminhou em sua direção com passos pesados, seus olhos verdes graves. 
—Sim, deveríamos, mas minha preocupação era com Quinn. Nós quase não o tiramos junto com Marcail desta montanha amaldiçoada a tempo. 
—Eu sei. — Hayden olhou para o odiado monte de pedra. Sempre gostou de olhar para as grandes montanhas, mas ficar preso em Cairn Toul por décadas e forçado a assistir o mal que crescia lá, tirou o prazer que as montanhas já deram a ele. 
—Maldita Deirdre. Deirdre, a pessoa que começou tudo, foi finalmente morta. 
Era uma Druida, mas de uma seita que deu seu sangue e almas para diabhul, o Diabo, para o uso de magia negra. Ela era, ou tinha sido, uma drough. 
Havia um outro grupo de Druidas, os mie, que usavam a magia pura nascida em todos os Druidas para o vínculo com a natureza e para aproveitar o poder natural que vinha para todos eles. 
Os mie usavam sua magia para curar e ajudar aqueles em necessidade, não para destruir, como os drough e Deirdre faziam. 
Mas Hayden e os outros Guerreiros a tinham derrotado. Isto custou muitas vidas, no entanto. 
Muitas vidas. 
Centenas de Druidas foram aprisionados na montanha para que Deirdre pudesse drenar seu sangue e sua magia para adicionar à dela. 
Ninguém sabia a idade de Deirdre, mas se Hayden fosse acreditar nos rumores, ela viveu por quase mil anos, remontando o tempo depois que Roma foi expulsa do país pelos Guerreiros. 
Os Guerreiros foram criados graças a ambos: os drough e mie em resposta aos gritos dos celtas em busca de ajuda, e Hayden não podia culpar os Druidas. 
Roma teria lentamente sufocado a Grã-Bretanha, terminando tudo o que esta fez. 
E os celtas seriam incapazes de derrotá-los. 
Os Druidas fizeram o que podiam pela Grã-Bretanha. 
Não tinham ideia que os deuses primitivos que chamaram do inferno se recusariam a deixar os homens e que tomariam o controle deles. 
Os deuses eram muito poderosos e os Druidas não puderam removê-los.
  DOWNLOAD



Série Espada Negra
1– O Beijo do Demônio
2– O Pergaminho Oculto
3– Highlander Perverso
4– Highlander Selvagem
5– O Amuleto Secreto
6– O Highlander Escuro
Série Concluída
 

24 de junho de 2011

O Beijo Do Demônio

SÉRIE ESPADA NEGRA
Sobrenatural histórico


Lucan MacLeod é uma lenda entre os guerreiros, e um dos mais ferozes de seu clã.

Durante trezentos anos, manteve-se afastado do mundo, escondendo o vingativo deus que se encontra apanhado em sua alma.

Mas então uma jovem a que salva durante uma forte tormenta acorda seus impulsos mais primitivos.
Cara não acredita nos rumores sobre o castelo dos MacLeod até o dia em que o majestoso guerreiro das Highlands penetra em sua vida, atraindo-a entre seus poderosos braços para seu mundo de magia e druidas.
Uma guerra épica entre o bem e o mal se desenrola.
Lucan deve lutar contra sua absorvente atração por Cara, ou render-se ante as chamas de um amor que ameaça destruir a ambos…
Pela primeira vez em sua vida o audaz e apaixonado Lucan MacLeod, um dos três irmãos malditos por toda a eternidade pela magia negra, vê-se miserável pelo desejo por uma mulher a que não se atreve a possuir…
A saga «Highlander: A espada negra» é a obra mais complexa de Donna Grant.
Não perca esta embriagadora série com druidas, deuses primitivos e guerreiros deliciosamente perigosos das Terras Altas.

Comentário da Revisora Ana Júlia: Livro viciante, história que prende do início ao fim, que fala de três guerreiros que se escondem do mundo por conta de seu deus interior que os transforma em “monstros”, o mocinho é cativante, que se apaixona pela mocinha desde que a vê, e faz de tudo para protegê-la, a mocinha também é uma graça, forte decidida.
Primeiro de uma série que promete. Aguardando ansiosa os próximos.

Capítulo Um

Oeste das Highlands da Escócia.
Primavera de 1603

—Definitivamente, tornaste-te louca.
Cara pendurou a cesta no braço.
O fresco vento do mar tirava as mechas da trança e os sacudia caprichosamente contra seus olhos. Os pôs detrás da orelha e sorriu a Angus.
A este só ficava um dente em toda a boca, e o pouco cabelo que tinha o levava tudo de pé, dançando ao ritmo do vento selvagem do mar.
—Não passa nada, Angus. Os melhores cogumelos de toda Escócia estão a só uns passos daqui.
—Não se aproxime do castelo, moça. Está cheio de fantasmas. E de monstros.
Levantou um retorcido dedo para ela.
Suas sobrancelhas brancas e suaves se franziram sob sua enrugada testa.
Não era necessário que o recordasse. Todos no clã dos MacClure sabiam a história do castelo dos MacLeod.
Durante séculos, as histórias sobre como todo o clã dos MacLeod tinha sido massacrado tinham ido passando de geração em geração.
Contavam-se histórias sobre fantasmas que perambulavam pelas terras e pelo castelo para assustar aos meninos.
Mas não somente assustavam aos mais pequenos. Os adultos também juravam ter visto movimentos nas sombras do castelo dos MacLeod.
Ninguém se atrevia a aventurar-se perto das velhas ruínas por medo de ser devorado vivo.
Tampouco ajudava que estranhos e frenéticos sons, quase como uivos, ouvissem-se emanar da antiga fortaleza ao cair a noite.

DOWNLOAD









Série Espada Negra
1– O Beijo do Demônio
2– O Pergaminho Oculto
3– Highlander Perverso
4– Highlander Selvagem
5– O Amuleto Secreto
6– O Highlander Escuro
Série Concluída

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...